pílulas de absurdol #30

Na sala de edição de uma rádio da Província, a TV mostra cena de execução no Rio de Janeiro. Um técnico diz para outro: “Que barbaridade, isso aí.”

O outro, que até então tava quieto, começa a vomitar uma torrente de frases em sequência:

“Esses vagabundo tem que matar mesmo.”

“Se a polícia não matasse ele, ele mataria mais gente ainda.”

“Cachorro comedor de ovelha, só matando.”

“Esses aí são que nem cara que bate em mulher: dizem que vão parar, mas não param.”

Não sei mais de quem ele tá falando.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s