Gestor

Caímos, os críticos de Doria, na ilusão de contrapor seu discurso e marketing de “gestor” com sua prática de violador de direitos civis e comandante de atrocidades como as da última semana.

Mas isso é um erro nosso: não há dicotomia alguma. Para a base social de Doria, o que se espera de um gestor é justamente que esteja disposto a revogar liberdades individuais, roubar cobertor de mendigo e derrubar um prédio com gente dentro – desde que seja gente que eles não considerem gente. O ~gestor~ ideal é um monstro assim mesmo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s