pílulas de absurdol #21

genial e maquiavélico, o ardil do governo sartori consiste em colocar no pacote mais cortes do que os que realmente serão feitos. quais fundações serão realmente fechadas? quais rubricas serão limadas do orçamento? vai depender da força de cada movimento de resistência, do poder de articulação e barganha de cada segmento ameaçado.

assim, o governo usa os corporativismos a seu favor: joga um cobertor curto a um grupo de pessoas morrendo de frio e as faz se matarem pra ver quem ficará de fora.

a única saída benéfica para todos seria não dividir as frentes de luta, recusar o cobertor curto e fazer sartori entregar os edredons que tem escondidos no armário (por exemplo, das marcas Diárias Para Secretários & Deputados Fazerem Turismo, Auxílio-Moradia Para Juiz – com camada extra de proteção -, CCs Supérfluos, Verba de Publicidade).

uma frente unida assim será possível?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s