Me deixa votar nulo em paz, pô

Hoje, a Rosane de Oliveira publicou um abre sobre o voto nulo com o título “Quem se omite dá aval ao prefeito eleito”.

Rosane, permita-me dizer que, pelas regras do nosso sistema, TODOS dão aval ao prefeito eleito: quem vota nele, quem vota no adversário, quem vota em branco, quem vota nulo e até quem não vota. Todos que participam do pleito, mesmo que participem não participando, concordam que o mais votado ocupará o cargo (quer dizer, nem todos concordam, como o biênio 2015-2016 nos mostrou, néam).

O voto nulo é uma opção política tão legítima quanto qualquer outra e todas as opções implicam avalizar o eleito. Mas não votar em ninguém pode, sim, pelo menos no plano da imagem e do discurso político, reduzir um pouco a legitimidade de um mandato, o que é um direito dos eleitores (numa cidade de 1 milhão de habitantes, um prefeito eleito com 200 mil votos tem menos bala na agulha que um eleito com 400 ou com 500 mil, se a oposição souber usar isso).1414

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s