A sabedoria do Seu Pedro

É notícia a ocupação (ou “invasão”, dependendo de que lado do balcão você está) de uma fazenda da papeleira nórdica Stora Enso por movimentos de luta pela terra.

Há aí, além da questão da propriedade privada, que é o único viés abordado pela mídia,  um ponto que não costuma ser citado nos debates: as papeleiras estão enchendo o Rio Grande do Sul de eucalipto, com as bênçãos do governo.

Alguém já se perguntou seriamente qual é o impacto da introdução em larga escala dessas gigantescas árvores australianas em uma zona de pradarias?

O senhor Pedro Aldemiro, meu avô, um homem de 73 anos que não passou da segunda série do primário, acredita ter encontrado a resposta:

— Quando eu era novo, esses campos eram todos cheios de arroios, sangas e olhos-de-boi. Agora, tudo que é banhado tá secando. Isso é porque naquela época não tinha esse monte de eucalipto que tem agora. Vai chegar um ponto em que nós não vamos mais ter água.

Eu gosto de conversar com meu vô.

Anúncios

2 comentários em “A sabedoria do Seu Pedro”

  1. O que falta é dizer que o MST e a Via Campesina têm razão ao “sabotarem” a economia gaúcha do “Novo jeito de govenar”. Enquanto a imprensa gaúcha alardeia os “grandes investimentos” (leia-se “encher o estado de eucalipto), alguém deve dizer a verdade: que “Seu Pedro tem toda a razão”. Só que falta coragem para dizer que esses movimentos sociais estão certos nesse ponto, embora toda a imprensa os pinte com as cores do mal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s