Carnaval – Diário de um sobrevivente (2)

Na manhã de hoje, domingo, precisei de um táxi para chegar rapidamente na Rodoviária.

Durante o trajeto, dei-me conta de que havia, numa depressão do painel do carro, uma lata vazia de cerveja, daquelas de 473 ml, sacolejando pra lá e pra cá ao sabor das curvas.

Não tive coragem de perguntar ao taxista se ele é que tinha bebido aqueles 21 ml de álcool.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s